Manual da Conquista

O NAMORO

PARE COM AS BRIGAS

O seu amor costuma atacar o seu ponto fraco? Não tente analisar o problema quando estiver fervendo de raiva. Procure enfrentar a briga: isso pode até desembolar o meio de campo e resultar em maior entendimento mais tarde (Não é à toa que muitos casais fazem amor depois de uma crise!) Para discutir com civilidade, experimente seguir estes passos:

Manter o bom humor. Quando sentir que ela está prestes a explodir, tente desarmá-la com uma palavra de carinho ou até com uma piadinha. O segredo está na sua expressão: uma leve sugestão de sorriso, indicando calma e boa vontade, vai fazer com que ela baixe a guarda.

Não fugir das discussões. Em vez de ir armazenando mágoas até explodir por uma bobagem, discuta o que tiver para ser discutido no momento. Lidar com os pequenos problemas à medida que aparecem é mais produtivo do que enterrar todo e qualquer material inflamável.

Não interromper o discurso dela. Quando a discussão estiver pegando fogo, procure não cortar o pensamento dela. Deixe-a por fora tudo aquilo que quer, até sentir que chegou a sua vez. Peça então para que ela aja da mesma maneira com você.

Sem insultos, sem agressões. A agressão verbal não só eleva a temperatura do ambiente como o escurece. A agressão física traz a escuridão total. Ataque o assunto, nunca quem você ama.

Ser específico. Agressividade ampla, geral e irrestrita leva à negociação dos verdadeiros sentimentos. Portanto, explique o que está incomodando-o, clara e directamente e sem receios.

Falar por você mesmo, não por ela. Comece a frase dizendo eu em vez de você. Comentar que ficou preocupada com o atraso dela é muito melhor do que dizer: “Você não pensa em mim, por isso chega sempre tarde em casa”.

Reconhecer os escorregões. À medida que você aprende a reconhecer os verdadeiros motivos de uma briga, vai deixando de lado as agressões. Se uma ou outra alfinetada escapar, tente contornar a situação dizendo algo assim: “De novo, fiz o que não queria fazer. Não é nada disso.”

Pedir desculpas. Se admitir que foi longe demais, você vai jogar água na fervura de imediato e contribuir para acalmar os ânimos. Ao assumir pelo menos parte da culpa, pode até inspirar seu amor a se dobrar também. Quando isso acontecer, abrace-a, beije-a, diga a ela que compreende… e além disso quem liga para os motivos de briga?

63 comentários

  1. Guilherma

    Gostaria de receber o manual da conquista á proposito mt bom

  2. lulinha

    Gostaria de receber o curso de como conquistar mulheres… obrigado..!!

  3. olá eu quero uma ajuda de vcs por que tenho dificudade de falar com mulheres muita bonita, não sei conquiata-lo nem por onde começa o que faço pra acabar com isso!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *