Aprenda Tudo Sobre os Verbos

CONJUGAÇÃO DOS VERBOS
Para facilitar a compreensão sobre a conjugação dos verbos, tomaremos como modelo verbos regulares das três conjugações (AR, ER, IR): falar, comer e mentir. Você vai perceber que a terminação dos verbos regulares segue um padrão, por exemplo, todos os verbos regulares terminados em AR terão a mesma terminação no pretérito imperfeito do indicativo: Eu andava, eu amava, eu estudava. O mesmo acontece com as terminações em outros tempos, com os demais pronomes pessoais e nas outras desinências, como veremos adiante.Widget: A conjugação dos verbos em tempos compostos é feita sempre com os verbos TER ou HAVER conjugados + o verbo principal no particípio regular, ou seja, terminados em ADO ou IDO.
MODO INDICATIVO
Presente: O verbo expressa um fato que se dá no momento da fala.
Exemplos: Eu falo, eu como, eu minto.
Pretérito imperfeito: Expressa ação que começou no passado e tem ideia de continuidade. Exemplos: Eu falava, eu comia, eu mentia.
Pretérito perfeito (simples e composto): Expressa ação que começou no passado e foi concluída.
Exemplos: Eu falei, eu comi, eu menti.
A forma composta é feita pelo verbo TER ou HAVER no presente do indicativo + verbo principal no particípio. Essa forma indica que o fato acontece com frequência.
Exemplos: Eu tenho falado, eu tenho comido, eu tenho mentido.
Pretérito mais que perfeito (simples e composto): É um fato ocorrido antes de outra ação começar e terminar.
Exemplos: Eu falara, eu comera, eu mentira.
A forma simples é pouco usada na oralidade porque predomina a forma composta.
O pretérito mais que perfeito composto é formado pelo verbo auxiliar TER ou HAVER conjugado no pretérito imperfeito + verbo principal no particípio.
Exemplos: Eu tinha falado, eu tinha comido, eu tinha mentido.
Futuro do presente (simples e composto): É uma ação que certamente acontecerá no futuro. Exemplos: Eu falarei, eu comerei, eu mentirei. Na linguagem informal é expresso de outra forma: o verbo IR no presente e o verbo principal no infinitivo.
Exemplos: Eu vou falar, eu vou comer, eu vou mentir.
O futuro do presente composto é formado pelo verbo auxiliar TER ou HAVER conjugado no futuro do presente simples + verbo principal no particípio. Exemplos: Eu terei falado, eu terei comido, eu terei mentido.
Futuro do pretérito (simples e composto): Pode ser usado para expressar: um fato futuro em relação a outro já ocorrido; um fato que depende de condições para ocorrer; hipóteses ou suposições; indicar surpresa e fazer pedidos ou sugestões (substituindo o imperativo).
Exemplos: Eu falaria, eu comeria, eu mentiria.
A forma composta é feita pelo verbo TER ou HAVER conjugado no futuro do pretérito simples + verbo principal no particípio.
Exemplos: Eu teria falado, eu teria comido, eu teria mentido.

MODO SUBJUNTIVO

Presente:Exprime fato atual que denota uma possibilidade.
Exemplos: Que eu fale, que eu coma, que eu minta.

Pretérito perfeito composto: Formado pelo verbo TER ou HAVER conjugado no presente do subjuntivo + verbo principal no particípio.
Exemplos: Tenha falado, tenha comido, tenha mentido.
Pretérito imperfeito: Exprime uma dúvida, uma condição.
Exemplos: Se eu falasse, se eu comesse, se eu mentisse.
Pretérito mais que perfeito composto: Formado pelo ver TER ou HAVER conjugado no pretérito imperfeito do subjuntivo + verbo principal no particípio.
Exemplos: Tivesse falado, tivesse comido, tivesse mentido.
Futuro (simples e composto): Exprime dúvida quanto a um fato futuro. Exemplos: Quando eu falar, quando eu comer, quando eu mentir.  A forma composta é o verbo auxiliar TER ou HAVER conjugado no futuro simples + verbo no particípio.
Exemplos: Tiver falado, tiver comido, tiver mentido (eu).

DICA: para facilitar a conjugação dos tempos simples do subjetivo (presente, pretérito imperfeito e futuro) usam-se as palavras: que, se e quando:

  • que para o presente
  • se para o pretérito imperfeito e
  • quando para o futuro
MODO IMPERATIVO
Neste modo não existe conjugação em primeira pessoa. Há a forma positiva e a negativa.
Afirmativo: Para conjugar verbos regulares no modo imperativo afirmativo podem-se usar como modelo as conjugações dos verbos em outros tempos: presente do indicativo e presente do subjuntivo. Para as segundas pessoas usa-se a forma do presente do indicativo sem o S do final e as outras pessoas seguem a conjugação do presente do subjuntivo.
Exemplos: Fala (tu), come (tu), mente (tu), falemos (nós), comemos (nós), mintamos (nós).
Negativo: A forma negativa segue a mesma conjugação do presente do subjuntivo.
Exemplos: Não fales (tu), não comas (tu), não mintas (tu).

9 comentários

  1. nathan bernardo

    Muito bom o conteudo… Gostei muito

  2. Janice

    Excelente aula conteúdo muito rico amei tirei minhas dúvidas e aprimorei meus conhecimentos

  3. janice conceição saraiva

    Gostei muito é um curso fácil de aprender e entender de um bom conteúdo

  4. janice conceição saraiva

    Não tinha conhecimento desse site fiz o curso sobre verbos e aprendi muito vocês etão de parabéns pelo conteudo e metodologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *