Serviços de Recursos Humanos

Assessment
Na linguagem empresarial é um conceito de gestão profissional.
Avaliação de competências, comportamentos, atitudes, valores, crenças, etc. Serve para conhecer com mais critério as pessoas, o que as motiva, o que elas consideram importante, entre outros. É uma ferramenta que auxilia no desenvolvimento profissional. É um método que ajuda na hora de tomar decisões referentes ao capital humano.
Analisando o perfil e as características do profissional, ajuda a melhorar também os processos do dia a dia de trabalho, aumenta a produtividade e diminui custos de contratação e demissão. Esta técnica pode ser aplicada por meio de questionários, entrevistas e testes.
Pode ser aplicada tanto em candidatos a um emprego quanto aos que já são funcionários. Este método entra para identificar mais rapidamente os talentos que a empresa precisa, reduzindo os custos e aumentando a eficiência. Possibilita um conhecimento melhor do candidato à vaga.
No caso da pessoa já estar empregada, a empresa pode usar a técnica para o desenvolvimento do funcionário, aprimorando seu potencial de trabalho, como também para a orientação e desenvolvimento de profissionais para assumir cargos de gerência, diretoria, supervisão.
Saiba mais: A tradução da palavra assessment do inglês corresponde a avaliação.
Headhunting
Headhunter é um “caçador de talentos”, ou seja, é um profissional responsável por procurar talentos específicos para ocupar cargos de gestão. O headhunter identifica quais são as necessidades da empresa e qual é o perfil do executivo que é necessário, para então sair em busca de talentos que possam interessar para a empresa. A pré-seleção dos candidatos também é feita por este profissional, junto com a empresa contratante, analisando currículos, participando também de dinâmicas.
É um serviço especializado que vai além de contratar um simples funcionário. O headhunter deve identificar e conhecer o mercado de trabalho e os executivos, além de ter habilidades de negociação e persuasão. Deve também manter sigilo absoluto sobre as informações que possui, tanto em relação à empresa que o contrata, quanto ao seu candidato. Sua formação profissional não precisa ser necessariamente em RH.
O headhunter deve ter um bom network (rede de contatos), pois é através dela que terá acesso aos profissionais talentosos e às grandes empresas.
Para saber mais: O termo headhunter vem do inglês, e pode ser traduzido literalmente como “caçador de cabeça“.
Interim Management
É quando um gestor, com muita experiência, assume por um período determinado (entre 15 dias e 18 meses), o controle executivo de um ou mais departamentos de uma empresa. Assim, ele implementa metodologias e processos a fim de trazer o retorno proposto neste intervalo de tempo.
Resultados: Assim que os resultados são atingidos e a continuidade das operações está assegurada, o gestor se retira da empresa. As empresas também ganham, visto que é uma nova relação de trabalho, mais flexível, que traz soluções para empresas pequenas, médias ou grandes, de todos os setores.
Foco: Como existe um tempo de duração determinado, com um objetivo e valor definidos, o foco é a missão que a pessoa tem a desempenhar. A empresa contratante tem a sua disposição um profissional muito experiente e qualificado em poucos dias.
Saiba mais: Interim Management = Gestão Interina
Ciclo de vida do Interim Management:
Entrada → Diagnóstico → Proposta → Implementação → Saída
Obs: Interim Management não é um emprego temporário, é uma escolha de carreira independente. É uma alternativa para quem prefere trabalhar por projetos, por exemplo.
Outplacement
O que é:
  • Outplacement é uma maneira de arranjar nova oportunidade profissional.
  • A empresa que presta serviço nessa área pode trabalhar com um único indivíduo ou com um grupo de pessoas.
  • O outplacement ocorre por diversos motivos, como por exemplo, uma reestruturação na empresa.
  • É uma forma que as empresas têm para recolocar no mercado de trabalho os funcionários que não mais farão parte de seu quadro de funcionários.
  • O outplacement orienta sobre atualização de currículo, sobre como melhorar o networking, avalia o comportamento, habilidades e competências, além de incentivar o desenvolvimento e aperfeiçoamento profissional.
  • É um apoio psicológico ao trabalhador.
Atividades do outplacement:
  • Planejamento do processo de demissão – a empresa empregadora e a consultoria decidem como será o processo de demissão, analisam quem fica e quem sai, e a melhor forma de fazer isso.
  • Planejamento do dia da demissão – definição de como vai ser o processo, se não é um dia de grande importância para o demitido, ou ainda uma data familiar.
  • Comunicação dos benefícios – exemplos de benefícios que são comunicados ao funcionário: prorrogação do seguro saúde, uma porcentagem sobre a remuneração anual, entre outros.
  • Recolocação – a empresa de consultoria auxilia o funcionário a se recolocar no mercado de trabalho, ajudando-o a refazer seu currículo, promovendo palestras sobre gestão e mercado, cursos de imersão em inglês ou espanhol, e até apoio psicológico.
Porque fazer o outplacement:
  • Um dos motivos mais frequentes é para demonstrar aos funcionários que a empresa se compromete com seus colaboradores.
  • Isso acaba deixando mais atraente o ambiente de trabalho.
  • Através do outplacement é também possível um gerenciamento da opinião de ex-funcionários, mantendo em alta sua reputação no mercado.
  • É uma prática que tanto a empresa quanto os colaboradores saem ganhando.

Um comentário

  1. luciana braga barros

    Com certeza o material é excelente. Todo mundo não comenta outra coisa bjos. Vocês são de mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *