Organografia Vegetal

As folhas podem ser catalogadas sob vários aspectos, dentre eles o formato do limbo, seu ápice, base, margem, textura, coloração, entre outros. Veremos algumas formas de classificação das folhas.

Quanto ao formato geral do limbo:(há muitas formas de classificação, veremos as mais comuns)

  • Orbicular: circular e pecíolo na base da folha. Exemplo: aguapé.
  • Peltada: circular com pecíolo no centro inferior da folha. Exemplo: chagas.
  • Ovada ou oval: forma de ovo, parte mais larga perto do pecíolo. Exemplo: laranjeira.
  • Obovada: forma oval, com a parte mais larga no ápice do limbo. Exemplo: clúsia.
  • Cordiforme: lembra a forma de um coração, com reentrância na base. Exemplo: campainha.
  • Deltóide: triangular, com pecíolo na base, que é mais larga. Exemplo: espinafre.
  • Reniforme: parecida com um rim, mais larga que longa. Exemplo: begônia.
  • Rombóide ou rômbica: lembra um losango. Exemplo: hibisco.
  • Linear: estreita, comprida e uniforme. Exemplo: alecrim.
  • Lanceolada: em formato de lança. Exemplo: espirradeira.
  • Acicular: em forma de agulha. Exemplo: pinho.
  • Falciforme ou falcada: em forma de foice. Exemplo: eucalipto.
  • Oblonga: retangular com as pontas arredondadas. Exemplo: vinca.
  • Assimétrica: as duas partes do limbo são diferentes. Exemplo: trombeta de anjo.

As folhas podem ser analisadas também a partir do formato do seu ápice e da sua base separadamente e existem muitos formatos.

Margem da folha
Há muitos tipos de margem, as mais comuns são:

  • Lisa ou inteira: sem reentrâncias. Exemplo: cana-índica.
  • Ondulada: indentada e ondulada no plano vertical. Exemplo: saia-branca.
  • Crenada: elevações como lombadas. Exemplo: cóleus.
  • Dentada: elevações pontiagudas. Exemplo: rami.
  • Serreada ou serrilhada: dentes inclinados para o ápice. Exemplo: hibisco.
  • Sinuada (pode ser partida, fendida, lacerada, entre outros): ondulada no plano horizontal, com reentrâncias acentuadas. Exemplo: tártago e costela-de-adão.
Consistência da folha

  • Coriácea: lembra a consistência do couro. Exemplo: espadinha.
  • Cartácea: fina, rígida e quebradiça. Exemplo: pitangueira.
  • Papirácea: espessura média, flexibilidade relativa, são a maioria das folhas. Exemplo: guabiroba.
  • Membranácea: consistência de uma membrana, sutil e flexível. Exemplo: laranjeira.
  • Crassa ou suculenta: espessas e ricas em água. Exemplo: babosa.

4 comentários

  1. ivaneide coimbra

    olá estou muito feliz de ter encontrado tanta informação de forma clara obr!

  2. Walkiria Fernandes Torres

    gostei muito do artigo que foi enviado principalmente das plantas e direito romano.Pois eu ja fasso paisagismo então vai me ajudar muito…

  3. GILVAND DE ALMEIDA COSTA

    Muito bom o artigo enviado a mim, tanto eu como o meu filho adoramos a matéria ensinada através desse artigo, Entendemos que é algo muito importante para todas as pessoas saber pelo menos um pouco sobre esse assunto, ou seja, qual é a função das plantas em nossas vidas, na vida dos animais.

  4. muito boa as informações,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *