Linguagem Corporal – Braços

Linguagem dos braços – Braços Cruzados
Braços cruzados com os polegares para cima
  • Geralmente os polegares virados para cima mostram que estamos com uma atitude autoconfiante.
  • Como já vimos, os braços cruzados são um sentimento de proteção.
  • Então esse gesto pode significar que a pessoa está “na dele”, defensivo, porém no controle da situação.
Polegares para cima
  • De uma maneira geral, se a pessoa estiver com os polegares para cima depois de te ouvir, pode fazer sua proposta para ela.
  • Mas se a pessoa estiver de braços cruzados com os punhos cerrados, pode ser indicativo de um não.
  • Se você perceber isso antes de ser verbalizado, pode tentar contornar com uma atitude diferente.
Insegurança
  • Quando uma das mãos toca ou segura uma bolsa, um relógio, o punho da camisa ou algum outro objeto próximo do outro braço, esse gesto revela insegurança.
  • Essa barreira passa a sensação de segurança.
  • Homens ansiosos podem ser vistos ajustando a pulseira do relógio, esfregando as mãos ou até checando o conteúdo da carteira.
Abraçando a si próprio
  • Geralmente as pessoas fazem esse gesto em circunstâncias tensas ou perturbadoras, e mostra uma tentativa de sentir a mesma segurança que sentíamos quando criança e nossos pais nos abraçavam assim quando estávamos tristes.
  • É usado por pessoas inseguras ou que se sintam deslocadas em um grupo, fazendo com que se sintam mais confortáveis.
Como os outros interpretam
  • Pesquisas apontam que quando você cruza os braços sua credibilidade diminui perceptivelmente.
  • Isso porque os outros tendem a ver alguém que cruza os braços como não acessível.

Um comentário

  1. Amei esse curso, que legal!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *