Curso de Jardinagem e Paisagismo

Arte de reinventar a natureza em pequenos, médios e grandes espaços. Esta seria uma adequada e resumida definição para Paisagismo e Jardinagem.
Os jardins são historicamente tão antigos quanto a prática da agricultura. Conforme o ser humano foi se estabelecendo em casas, vilas e comunidades, a jardinagem foi paralelamente evoluindo.

Os primeiros projetos paisagísticos foram criados para os faraós, reis e príncipes. Na antiguidade, quanto maior e mais elaborado fosse o jardim, mais status ganhava o seu dono.

Nesse sentido, surgiram os imensos e audaciosos jardins franceses, onde as plantas eram dispostas de forma simétrica no terreno, sempre muito bem podadas e margeando longos caminhos para os passeios, incluindo os famosos labirintos. Foram também criados os jardins em estilo inglês que, de maneira oposta ao estilo francês, eram verdadeiras odes à natureza, onde as árvores e arbustos eram dispostos propositalmente de forma aleatória para compor caminhos sinuosos, imitando os bosques naturais.

E assim foram surgindo diversos estilos de jardins: italiano, oriental, indiano, mediterrâneo, dentre outros.

Curso Jardinagem e Paisagismo
Com o passar dos séculos, as populações crescentes foram se estabelecendo em construções cada vez menores, restando somente aos mais abastados a possibilidade de dedicar gigantescos terrenos apenas para a construção dos jardins.

No mundo moderno, com o excesso de construções, poluição e ruídos nas cidades, o homem afastou-se da natureza. Porém, com a criação de “áreas vivas” internamente e externamente às residências é possível aumentar a qualidade de vida das pessoas, já que os jardins fornecem momentos de tranqüilidade e contemplação ao ser humano, melhora a qualidade do ar, contribui para o abafamento de ruídos, dentre outros. Desta forma, a demanda pelos projetos paisagísticos e implantação dos jardins tem sido bastante elevada.

No entanto, a criação e construção dos jardins não é algo tão simples, considerando-se que há uma enorme gama de fatores envolvidos nesse processo, os quais definem a qualidade e perpetuidade do jardim. Sendo assim, embora a escolha final seja sempre do cliente ou dos usuários do espaço, quem dá as diretrizes e norteia essa escolha é o paisagista.

Atualmente existe uma gama bastante ampla de tipos e estilos de jardins (muitos deles pensados para as construções modernas), o que permite ao paisagista juntamente com o cliente estudar a melhor opção para o espaço a ser utilizado no projeto, possibilitando criar um belo jardim em qualquer ambiente. Dentre os tipos de jardins mais projetados atualmente, seguem alguns que merecem destaque:

Jardim de inverno: geralmente implantado nas clarabóias das construções ou em pequenos nichos encerrados por vitrines. Muito solicitado para clínicas, consultórios, restaurantes e lojas, dentre outros estabelecimentos.

Curso grátis de Paisagismo e Jardinagem

Jardim minimalista: estilo moderno e prático de composição, onde as espécies utilizadas são principalmente as plantas suculentas, xerófitas (plantas de ambientes áridos e semi-áridos) e o bambu-mossô, quase sempre combinados com a forração por britas ou seixos.
Esse estilo é bem interessante para pequenos espaços e para pessoas que possuem pouco tempo disponível para a manutenção do jardim, já que as plantas podem ser regadas em intervalos bem maiores quando comparadas àquelas dos jardins tradicionais.

Jardim comestível: remete aos quintais acanteirados das antigas construções, onde se plantavam aleatoriamente ervas aromáticas, temperos e hortaliças. Nesses canteiros é possível cultivar vegetais livres de agrotóxicos e fertilizantes sintéticos, ou seja, os tão saudáveis alimentos orgânicos. Atualmente esse tipo de jardim é implantado de maneira que ainda se mantém essa alta funcionalidade e o valor nutritivo dos alimentos, mas agora combinada a uma estética atrativa.

Jardim vertical: para aqueles que moram em apartamentos ou em pequenas casas, também é possível ter um jardim; e o mais importante: sem reduzir o espaço útil dessas residências. Os jardins verticais são belos arranjos de vasos, floreiras e espaldeiras, projetadas para muros e paredes de abrigos, sacadas, pequenos quintais e áreas de serviço. Nessas composições é possível mesclar espécies ornamentais com ervas e temperos, tornando o conjunto ainda mais interessante.

Embora existam dezenas de estilos “pré-definidos” de jardins, a flexibilidade técnica e artística dos projetos permite ao profissional inovar e criar blends ou combinações de espécies e elementos de diferentes modelos de jardins em um único espaço, ou até mesmo criar um estilo próprio, o que não deixa de ser ousado, mas, ao mesmo tempo, pode ser o diferencial para o seu destaque no ramo. Foi o que aconteceu com Roberto Burle Marx (1909-1994), arquiteto de formação e grande paisagista brasileiro que deixou como legado toda uma obra paisagística em diversos Estados do Brasil. O que tornou peculiar a obra de Burle Marx foi a preferência pelas espécies nativas brasileiras, bem como a utilização de elementos artísticos em grande parte das suas criações, fazendo com que as plantas baixas de seus jardins se assemelhassem a verdadeiras telas de pintura moderna.

Foto ilustrativa de um Jardim / Paisagismo Básico

A formação do profissional da área de Paisagismo e Jardinagem engloba conhecimentos e técnicas das áreas de Decoração, Botânica, Arquitetura, Agronomia e Biologia. O aluno do curso de Paisagismo e Jardinagem aprende a planejar os jardins e a implantá-los. Para tanto recebe informações não apenas sobre as diferentes espécies de plantas ornamentais e úteis, mas também sobre os diversos tipos de materiais que devem ou podem ser incluídos no projeto, tais como: substratos, pedras decorativas, luminárias, vasos, etc.

Ao término do curso o aluno estará apto a implantar jardins funcionais de diferentes estilos em espaços variados, de acordo com o seu conhecimento técnico e com as solicitações e preferências do cliente. A formação do paisagista passa também pelo âmbito estético, pois o profissional deve saber criar composições equilibradas e atrativas, onde as diferentes texturas, cores e tamanhos das plantas se apresentem de maneira harmônica.

Para realizar este curso; cadastre-se e escolha: CURSO DE JARDINAGEM E PAISAGISMO em seu painel de aluno!

paisagismo e decoração, jardim e paisagismo, curso de jardinagem, curso paisagismo, jardinagem fotos, paisagismo fotos.

40 comentários

  1. Muito bom me interessei bastante e pretendo continuar recebendo mais informações!

  2. Ezequiel

    Parabéns por esta ideia.

    gostaria de aprender como preparar uma boa terra adubada e qual a medida exata de uma mistura, exemplo 4 latas de terra 18 litros.
    tenho em casa esterco curtido,cinza de caldeira, galhos picados
    apodrecidos. Por favor me ajude
    Me mande uma receita de como preparar

  3. muito bom para pessoas que não tempo para ficar em sala de aula se dicarem aprenderem….

  4. robson

    gostei muito bom

  5. Eliézer

    Olá gostei muito do site, e tenho bastante interesse neste curso. Como devo proceder.
    Muito Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *