História da Arte Brasileira

Fases do Modernismo
O modernismo no Brasil, pelas características das obras produzidas, é dividido em três fases, ou gerações:

Primeira fase: 1922-1930
Fase da publicação de manifestos e de revistas de divulgação do movimento. Os artistas queriam construir uma imagem brasileira. Começou com uma visão romântica e idealizada da cultura indígena. Os artistas desta fase são os que participaram da Semana de 22 e outros que aderiram ao movimento em diversas regiões do país. No Rio Grande do Sul, por exemplo, destacaram-se os nomes de Augusto Meyer e de Mário Quintana (já na segunda fase). As temáticas das obras vão evoluir com o movimento.

Nesta fase, destacaram-se duas revistas:
Revista Klaxon: criada em São Paulo pelos artistas idealizadores da SAM, circulou de maio de 1922 a janeiro de 1923.
Revista de Antropofagia: lançada em maio de 1928 como consequência do Manifesto Antropófago de Oswald de Andrade, a revista teve duas fases. Na primeira, com 10 exemplares, dirigida por Raul Bopp e Alcântara Machado, não havia ideologia definida. Na segunda, de março de 1929, com 15 números, as críticas eram agressivas e causaram rupturas no movimento. Criticavam também a sociedade, a história e cultura brasileiras.

3 comentários

  1. que bom que hoje as pessoas podem conhecer as estórias do brasil em qualquer lugar do mundo excelente parabéns. olha ai garotada ta mesa.

  2. Adorei, conteudo muito bem elaborado.

  3. Conteúdo muito bom, para estudantes e veteranos já desatualizados como eu gostei bastante deste curso podem conferir é ótimo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *