História da Arte Brasileira

Romantismo, Realismo e Simbolismo
As tendências artísticas europeias chegaram tardiamente ao Brasil: nas últimas décadas do século XIX.

Romantismo
As obras dos pintores naturalistas neoclássicos que chegaram ao Brasil podem ser consideradas românticas, já que eles demonstram seu deslumbramento com a flora, a fauna e as pessoas que viviam no Brasil.
Além dos já citados Victor Meirelles, Pedro Américo e Almeida Júnior, que eram românticos formados na Academia Imperial de Belas Artes, outros nomes merecem destaque. É o caso de Rodolfo Amoedo e Araújo Porto-Alegre, que era também escritor, jornalista e político. Estes acadêmicos seguiam o romantismo na temática e o academicismo na forma.
Algumas características do romantismo tanto na pintura quanto na literatura são: indianismo, nacionalismo, idealização da mulher e culto à natureza. Na literatura destacaram-se Bernardo Guimarães, José de Alencar, Joaquim Manuel de Macedo, Manuel Antônio de Almeida, Visconde de Taunay, entre outros. Alguns dos poetas românticos importantes são: Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu e Castro Alves.

Realismo
Na Europa, o Realismo era focado em retratar as dificuldades e os problemas sociais das classes desfavorecidas. Era um Realismo pessimista, contaminado pela atmosfera das guerras e os quadros serviam também como forma de denúncia social. No Brasil, as obras realistas não seguiram esta linha no começo. As técnicas realistas eram usadas para mostrar o cotidiano da burguesia. Belmiro de Almeida foi o pintor de maior destaque. Alguns anos depois, Almeida Júnior aproximou-se um pouco da temática popular.
Na literatura realista brasileira o escritor mais conhecido é Machado de Assis. Ele escreveu também obras românticas, mas o Realismo foi o estilo adotado na maioria de suas obras. É dele a primeira obra considerada realista, “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, que retrata a sociedade com indiferença, pessimismo e ironia, algumas das marcas do realismo do autor. Outros autores realistas da época são Domingos Olímpio, Artur de Azevedo (também dramaturgo) e Quintino Bocaiúva (também político).

3 comentários

  1. que bom que hoje as pessoas podem conhecer as estórias do brasil em qualquer lugar do mundo excelente parabéns. olha ai garotada ta mesa.

  2. Adorei, conteudo muito bem elaborado.

  3. Conteúdo muito bom, para estudantes e veteranos já desatualizados como eu gostei bastante deste curso podem conferir é ótimo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *