Curso teórico de Guitarra

Arpejos e Sweeps

Quando você dedilha um acorde, você está arpejando esse acorde, para tornar mais rápido o arpejo e até mesmo a digitação de escalas, o mestre FRANK GAMBALE criou uma técnica para a palheta chamada de Sweep, onde você só sobe ou desce a palheta, nos arpejos abaixo preste muita atenção no sentido da palheta.

Paul Gilbert Esses arpejos possuem saltos de corda, é uma seqüência muito legal e gostosa de praticar, foi retirada de uma das Vídeo Aulas de PAUL GILBERT. Preste muita atenção no posicionamento dos dedos que está marcado abaixo da tablatura.


Arpejos Diminutos

Bom, os arpejos diminutos são muito usados no estico Rock / Clássico, se o acorde diminuto é composto pela TÔNICA, TERÇA MENOR, e QUINTA MENOR, no arpejo temos a inserção da SÉTIMA DIMINUTA.

O Malmsteen se utiliza os arpejos diminutos sobre uma dualidade dominante (com sétima). Experimente fazer a seqüência Aº = Cº = Eº = Gº sobre B7.

Arpejos do Malmsteen Bom, não poderia de deixar de dar pelo menos um exemplo de como o Malmsteen costuma usar arpejos em suas músicas, o exemplo abaixo foi retirado da música “As Above so Below”, e é um arpejo que precisa de muita atenção na movimentação da palheta.


Frank Gambale – Palhetada Rápida

Tudo depende de você assimilar e treinar bastante as técnicas de PALHETADA ALTERNADA e SWEEP, abaixo você terá alguns exemplos dados pelo o mestre FRANK GAMBALE.
Observe que nesse primeiro exemplo mistura a palheta alternada com Sweep, eu marquei todos os Sweeps que são aplicados na execução dessa escala, são esses pequenos sweeps que lhe proporcionam bastante agilidade, por isso é fundamental dominar essa técnica se você quiser se tornar um guitarrista rápido.

Esse segundo exemplo está no Modo Frígio no tom de B maior, muito cuidado com a direção da palheta.

Esse terceiro exemplo é um Arpejo em A Maior, tente acostumar a palhetar dessa maneira, com Sweep e Alternada, com essa técnica você vai adquiri uma maior agilidade tanto em Arpejos como Escalas.

Tapping

O Tapping é uma técnica onde com a mão esquerda você utiliza “pull-off” e “Hammer-on”, e com a mão direita você “martela” as notas marcadas com um “T”, todas essas técnicas estão citadas na página 18, abaixo citei dois estilos diferentes.

Não poderia deixar de citar um dos Tappings mais famosos do mundo, segue abaixo “Eruption” de Edward Van Halen, bom divertimento.


Continuação de “Eruption “

33 comentários

  1. J.Junior

    Ola galera á um pequeno equívoco no desenho do braço da guitarra, na quarta corda na RÉ depois de MI é a FÁ não a LÁ como está. Mas ótimo curso.

  2. Gessyca

    Adorei tudo de bom!!!
    abraços…

  3. Ewerton

    nunca vii ninguem fazer isso por quem quer aprender mesmo,o site ta de parabens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *