Curso de Hipnose

Lição II

Método de sugestão verbal – Para a nossa segunda lição, vamos tomar o método mais geralmente empregado pelos hipnotizadores modernos e que foi primeiramente divulgado pelo DR. Liébeault, da Escola de Nancy, França. Batizou ele seu método com o nome de “sugestão verbal”, e as suas vistas, opiniões e experiências foram personificadas mais tarde pelo Dr. Bernheim, seu discípulo, numa obra intitulada: Terapêutica Sugestiva.
Tomemos por um momento o lugar do Dr. Liébeault e suponhamos que um doente vem procura-lo para se tratar pelo hipnotismo de uma moléstia nervosa qualquer. O doutor pega na mão do paciente, faz-lhe algumas perguntas e, como este lhe afirma que sofre muito de dores de cabeça, ele lhe pede que se assente confortavelmente em uma poltrona.
Maneira de proceder de Liébeault – O doutor põe-se a frente do doente, colocando levemente a mão esquerda sobre sua cabeça e mantendo os dois dedos da mão direita cerca de trinta centímetros dos olhos do paciente, de modo que forme com estes um ângulo bastante elevado; desta maneira o paciente é obrigado a erguer um pouco os olhos para ver claramente os dedos, o que ocasiona nele, assim, a produção de um certo esforço. Então diz o doutor com voz calma e em tom monótono: “Não há nada que temer neste processo. Está prestes a passar, conforme o meu e o seu desejo, pela mesma transfiguração mental por que passais em cada noite de sua existência, isto é, passará primeiramente de uma condição de vida ativa e desperta, para um estado de entorpecimento, estado no qual ouvis, mas não dá atenção ao que se está dizendo e no qual se senti pouco disposto a fazer qualquer movimento voluntário; passará desta condição para o sono ordinário, no qual não terá consciência do que se passa em seu redor, como acontece em cada noite de sua vida. Despertar-vos-ei deste estado quando me aprouver, grandemente aliviado e fortificado, e notará o desaparecimento da dor”. Enquanto está falando, o doutor move com os dedos, dando-lhes um movimento de rotação de cerca de trinta centímetros de diâmetro em redor e um pouco por baixo dos olhos do paciente. Ele continua com esse movimento circular dos dedos, pedindo ao doente que mantenha os olhos e atenção fixos durante todo esse tempo em tom muito monótono.

Sugestão para o sono – O doutor diz: “Os seus olhos estão pesados; sente que o entorpecimento vem vindo; nenhum ruído do exterior vem te incomodar; o sangue se retira das extremidades; suas mãos, pés e cabeça vão se refrescando; o seu coração vai batendo mais lentamente, você respira mais fácil, tranqüila e profundamente, e cai, devagar, num sono normal e saudável”. O doutor para por alguns instantes e diz mais tranqüilamente:
“Feche os olhos, dorme”, pondo, no mesmo instante e levemente, as mãos sobre as pálpebras do doente. Diga, então: “Repouse com tranqüilidade, todo vai muito bem; a sua dor está se aliviando gradualmente. Dormirá muito bem dentro de alguns momentos e, quando acordar, já não sentirá mais a dor. Dormi tranqüilamente. Nada vai te incomodar”. Deixa o paciente por dez ou quinze minutos e, ao voltar, verifica que este último caiu do estado de entorpecimento numa condição de sono ligeiro e que a enxaqueca desapareceu inteiramente ou, pelo menos, diminuiu bastante.

O doutor faz saber ao doente que, no dia seguinte, quando voltar para o tratamento, ele passará ainda com mais facilidade para o estado de entorpecimento e que o seu sono será mais profundo. Além disso, depois de alguns tratamentos, ele se habilitará não somente a curar toda e qualquer dor que poderá agito-lo em dado momento, mas ainda que a sugestão verbal impedirá a renovação do incômodo. Este método é o que é invariavelmente seguido na França para o trabalho com um novo doente. Não se fala da influência hipnótica; não existe nenhum ensaio que permita identificar se o paciente está debaixo de influência ou não; tudo é combinado para tranqüiliza-lo, sossega-lo e por-lhe o espírito em estado de repouso completo.

18 comentários

  1. Jeferson martins

    Quando começei fazer teologia começamos aprender algumas coisa sobre a hipnose e hoje tenho bastante aprender sobre isso acho profundamente muito bom e sei que a niveis muito importantes para todos que tem bom coração e uma mente aberta para ajudar. parabéns pelo curso.
    continue sempre ajudando o caminho é esse mesmo.

  2. Rafael Reiter

    Olá
    gostaria de saber sobre as referencias bibliográficas,
    para me aprofundar mais sobre o assunto

  3. Guilherme

    Parece bom…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *