Curso de Hipnose

LIÇÃO XXIV

Pergunta. -Qual é a porcentagem das pessoas que podem ser hipnotizadas?

Resposta. -Todo e qualquer ser humano, são de espírito, pode ser hipnotizado, assim como uma grande parte dos que não se acham sãos de espírito, como os alienados. Alguns rapidamente, outros após experiências repetidas.

Pergunta. -O hipnotismo predispõe para o enfraquecimento da vontade?

Resposta. -Não, a menos que as experiências não sejam feitas para esse fim e reiteradas durante a hipnose. Dever-se-iam sempre fazer contra-sugestões a fim de que o paciente possa ter confiança no aumento da determinação do interesse, de uma concentração melhor, de uma individualidade mais poderosa, de uma confiança maior em si mesmo; desta maneira e pela força da sugestão, o hipnotismo fortifica a vontade em vez de enfraquece-la.

Pergunta. -Quanto tempo a influência pode durar desde que o paciente está acordado?

Resposta. -Se tem sido hipnotizado contra a sua vontade por um operador sem escrúpulos, é que pode também ser hipnotizado por alguém que entenda do negócio e a influência do mal ficará para sempre removida. Somente pessoas de uma sensibilidade extrema é que podem deixar-se magnetizar sempre, contra a sua vontade. Este caso não se apresenta muitas vezes e, por conseqüência, é extraordinário.

Pergunta. -Que proteção pode ter uma senhora hipnotizada contra um operador privado de escrúpulos?

Resposta. -A proteção que o seu regresso instantâneo à consciência lhe poder dar. O operador não pode vedar que a paciente acorde. Seja qual for a forma imperativa que ele dê aos seus mandamentos, ela pode despertar-se a despeito das suas objeções e agirá sempre assim, se, um perigo real a ameaça.

Pergunta. -Suponha que um paciente seja hipnotizado e que se lhe dê como sugestão o não poder ele lembrar-se do seu nome, ao acordar! Figuremos, agora, que o operador desapareça de propósito; quanto tempo a memória permanecerá afetada ?

Resposta. -Isso depende dos indivíduos. A memória permanece, algumas vezes afetada durante dia e meio; porém, as mais das vezes não se mantém senão até o momento em que alguém agite essa memória adormecida.

18 comentários

  1. Jeferson martins

    Quando começei fazer teologia começamos aprender algumas coisa sobre a hipnose e hoje tenho bastante aprender sobre isso acho profundamente muito bom e sei que a niveis muito importantes para todos que tem bom coração e uma mente aberta para ajudar. parabéns pelo curso.
    continue sempre ajudando o caminho é esse mesmo.

  2. Rafael Reiter

    Olá
    gostaria de saber sobre as referencias bibliográficas,
    para me aprofundar mais sobre o assunto

  3. Guilherme

    Parece bom…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *