Curso de como usar o Google Earth

Parte 2 – recursos de localização

A parte 2 é dividida aqui em três. Na primeira é possível usar os recursos de localização através dos botões “Fly To”, “Local Search” e “Directions”. A segunda parte, denominada Place, contém a lista de pastas e placemarks do usuário. A terceira parte, Layers, é muito interessante: ela permite visualizar a localização de uma série de estabelecimentos, como bancos, bares, cinemas, estádios, parques, estradas, aeroportos, etc. A seguir, uma descrição de cada uma das três divisões:

Fly To, Local Search e Directions: Em Fly To há um único campo onde você deve digitar o nome de uma localidade. Clique em Search e o Google Earth exibirá a imagem do local, caso a localize. Nem todas as localidades são encontráveis por esse meio. O Google pretende aperfeiçoar essa ferramenta nas próximas versões. Como exemplo, digite sao paulo (sem acento), rio de janeiro, new york, japan, germany (Alemanha). Também é possível localizar determinado lugar através da indicação da cidade, província ou estado mais o país, separando-os por vírgula. Por exemplo: barcelona, spain. Ainda, pode-se localizar determinados pontos com precisão através de coordenadas em latitude e longitude. Por exemplo, digite 33 13 33.10 N 111 35 48.49 W e veja que lugar curioso é exibido.

Em Local Search é possível localizar estabelecimentos em determinados lugares. Esse recurso só se mostrou eficiente em países muito importantes, principalmente os Estados Unidos. No campo What, digite o que você deseja encontrar. Em Where, informe em que local a busca deve ser feita. Como exemplo, suponha que você deseja encontrar hospitais em Nova Iorque. Para isso, digite hospital em What e New York em Where. Veja os resultados.

Em Directions é possível localizar endereços e pedir ao Google Earth para traçar um caminho de um ponto a outro. Novamente, só funciona bem em países importantes, como os Estados Unidos. Como exemplo, digite LAX em Start e 711 S Hope St, Los Angeles em End;

Places: em places é possível acessar rapidamente os placemarks e as pastas definidas pelo usuário. Por exemplo, suponha que você encontrou todas as estações do Metrô de São Paulo e as organizou numa pasta chamada “Metrô de São Paulo”. Quando você quiser ver a imagem da estação Tatuapé, basta clicar na pasta e, em seguida, no nome da estação. Imediatamente o Google Earth se direciona ao local.

Quando você faz buscas por um determinado lugar, o Google Earth mostra em Places lugares próximos ou semelhantes;

Layers: o recursos Layers permite a visualização de uma série de estabelecimentos no mapa visto atualmente. No entanto, esse recurso só funciona em lugares muito conhecidos, como os Estados Unidos. Os estabelecimentos são classificados numa lista. Assim, caso queira visualizar bancos, basta marcar o itens Banks/ATMs (ATM é um caixa eletrônico). Para visualizar estádios, marque o item Stadiums e assim por diante.

Uma opção muito útil é a Google Earth Community (antiga Keyhole Community BBS). Ela exibe informações de determinados locais inseridas por usuários do Google Earth. Graças a isso, lugares que até então não continham muita informação, como é o caso do Brasil, acabam sendo beneficiados pelos próprios usuários. Essa opção é representada por um ícone em forma de “i” nos mapas. Clicando-se nele, é possível, em alguns casos, acessar um link denominado “more” que abre um navegador no Google Earth e exibe uma página com mais informações do local.

Informação sobre a Ponte Rio-Niterói

15 comentários

  1. RELTON

    É uma ferramenta muito últil para divulgação das atividade da instituição.

  2. Dafne Amaral

    gostei bastante mais essa oportunidade dada pelo mundo da tecnologia!

  3. Guilherme Augusto de Oliveira

    Eu estou fascinado com tantas coisas úteis que acha na internet. Eu adoro conhecer coisas novas na minha vida.

  4. juliano bortolomeu

    otimo nunca aprendi tanto, com um curso online..

  5. cicero dias

    Muito bom, parabens!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *