Curso de acordes Músicais

Nomenclatura usada para expressar os acordes (Cifragem)

Para expressar os acordes são usados diversos tipos de sinais. Conforme já vimos no início desta apostila as letras representam o nome das notas,e, as tríades a fórmula básica dos acordes

Para expressarmos acordes maiores, usamos apenas as letras

Exemplos:

C – (tríade/acorde de dó maior)
D – (tríade/acorde de re maior)
E – (tríade/acorde de Mi maior)
F – (tríade/acorde de fa maior)
G – (triade/acorde de Sol maior)
A – (tríade/acorde de La maior)
B – (triade/acorde de Si maior)

Para expressarmos os acordes menores, basta acrescentar o “m” à frente da letra que expressa o acorde

Exemplos:

Cm = (tríade ou acorde de dó menor)
Dm = (tríade ou acorde de re menor)
….. E assim por diante com todos os outros acordes.

Para expressarmos um acorde com sutenido ou bemol, basta acrescentar à frente da cifra o símbolo correspondente.

Exemplos:

F# = (fa sustenido maior)
F#m = (fa sustenido menor)
Db = (re bemol maior)
Dbm = (re bemol menor)
…….E assim por diante com todos os outros acordes.

À PARTIR DE AGORA , OS EXEMPLOS ESTARÃO EM DÓ (C), COMO FORMA RESUMIDA DE EXPOR OS OUTROS TIPOS DE ACORDES – ACORDES COM SÉTIMA, ACORDES MENORES COM SÉTIMAS , ACORDES MAIORES COM SÉTIMAS E NONAS E OUTRAS FÓRMULAS.
VALE LEMBRAR QUE A CONSTRUÇÃO DE OUTROS ACORDES NESTAS CIRCUNTÂNCIAS QUE NÃO SEJAM DÓ, SEGUEM A MESMA FÓRMULA DESCRITA, BASTANDO CONSERVAR-SE A PROPORÇÃO ENTRE UMA NOTA E OUTRA.

15 comentários

  1. Rejane Rodrigues de Carvalho

    Boa tarde,adorei ter encontrado esses cursos,gostaria de me aprimorar em acordes e canto,vou ficar aguardando retorno.

  2. Quero comprar alianças de ouro, mas tenho algumas questões. Os ourives da minha cidade dizem que é a mesma coisa. Então gostaria de saber de varias pessoas que tenham ou não tais tipos de alianças e até profissionais tambem. Gracias.

  3. joelmir

    Gosto de cantar e toco violao gostaria de me aperfeiçoar e aprender
    como tirar as voces de uma musicar ou fazer blay back.

  4. Jackson lopes

    muito bem!

  5. NILSON ESTRAICH

    “Portanto com a presença do bemol (b) à frente de Re, formando Do a Reb -(Dó á Re Bemol)”

    A PRESENÇA DO bemol À FRENTE DO Re SIGNIFICA QUE TEMOS UM MI BEMOL(Eb)E NÃO UM RE bemol COMO CITADO.
    PARA TERMOS UM RE bemol TERÍAMOS QUE RESPEITAR A ESCALA MENOR DO TOM EM QUESTÃO E ADICIONAR O SINAL REALTIVO A “bemol” À FRENTE DA NOTA DO(C).

    GRATO
    NILSON ESTRAICH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *