Curso Benchmarking

Benchmarking – Conceito
Você sabia que os japoneses tem uma palavra para o benchmarking? Dantotsu! É um conceito que pode ser traduzido como superior ou melhor que o melhor.
Benchmarking é um processo contínuo que busca as melhores práticas que conduzem a um desempenho superior. Faz comparações de processos e práticas entre empresas reconhecidas como líderes em determinado segmento para identificar e alcançar um nível de superioridade.

É um processo pró-ativo no qual a empresa procura os pontos fortes dos concorrentes a fim de supera-los. Procuram-se os melhores processos, ideias mais inovadoras e os procedimentos mais eficazes. Compara o desempenho com a concorrência e com referenciais de excelência.
Os resultados da comparação são incorporados e transformados em conhecimento quando forem aplicáveis aos seus serviços ou produtos. Pode ser estabelecido em qualquer nível da empresa e em qualquer área funcional. Foi inicialmente empregada pela Xerox Corporation. Algumas companhias como IBM e Ford têm tido resultados impressionantes com essa abordagem. Esse processo estimula as empresas a buscar fatores-chave que influenciam a produtividade e os resultados.Obs: Benchmark X Benchmarking
Benchmark é o referencial de excelência em si.
Benchmarking é o processo de identificação de referências.

Benchmarking – Porque fazer
Quando a empresa desejar atingir uma capacidade competitiva deve procurar praticar o benchmarking. A competitividade global também é uma das razões para o benchmarking (necessário em todos os níveis da organização, todos os dias).
A prática tem como objetivo eliminar processos que prejudicam a empresa. É preciso implantar na organização a cultura de benchmarking. A “cópia” nunca vai ser igual, pois a empresa irá fazer ajustes, adaptações e aprimoramentos no que for observado. Para o benchmark ter sucesso não basta aplicar a técnica uma única vez.

É um processo contínuo, pois as necessidades exigem essa continuidade para manter a liderança da empresa. É necessário atender um conjunto de critérios: comparabilidade, objetividade, adaptabilidade e continuidade.
Por exemplo, se não houver como comparar as empresas estudadas, não tem como chegar a resultados utilizáveis. Os critérios mudam conforme as abordagens de benchmarking mudam. A equipe precisa escolher quais empresas ou funções vão ser incluídas na amostragem alvo, com base em sua semelhança. A análise e os métodos utilizados em benchmarking são objetivos, buscando sempre sua relação com a verdade.

 

Benchmarking – Origem e Desenvolvimento
Origem
• A palavra e os conceitos de benchmarking podem ser novos, mas ao longo da história, o homem vem observando as ideias de seus semelhantes, adaptando-as e aperfeiçoando-as.
• Costuma-se dizer que o segundo homem a acender uma chama foi o primeiro “benchmarker” da humanidade.
• As empresas estão sempre buscando técnicas e práticas para uma boa performance organizacional e dessa maneira, o conceito vem se ampliando.
• No início o benchmarking era apenas uma estratégia, mas não considerava a execução dela.

Desenvolvimento
  • As empresas sentiam a necessidade de avaliar seu desempenho, identificar e atuar nos fatores de sucesso ou não, de forma comparativa e sistemática.
  • Essa foi um dos motivos para o surgimento do benchmarking, além da necessidade de informações para corrigir um problema empresarial.
  • Com o aumento da competitividade mundial, as empresas buscam um contínuo aprimoramento em processos, produtos e serviços para oferecer alta qualidade com baixo custo.
  • O planejamento estratégico nas organizações atingiu seu ponto culminante na década de 70, e iniciou-se o “planejamento de longo prazo”.
  • Logo caiu em descrédito, e então foi a vez da estratégia de “empresas de consultoria de organização”.
  • Elas desenvolveram regras de planejamento estratégico e apresentaram modelos para se analisar os concorrentes.
  • Essa análise competitiva foi uma das raízes para o benchmarking, sendo ele um apoio do planejamento estratégico.
  • Foi no final dos anos 80 e início dos anos 90 que o benchmarking passou a ser considerado uma habilidade a ser usada nas empresas.
  • Pode ser usado para soluções de problemas, planejamentos, definições de metas e estratégias, melhora e reengenharia de processos, etc.
  • É uma das habilidades fundamentais da empresa.

Para saber mais: Origem do termo Benchmarking
Benchmarking vem do termo usado por agrimensores, que denominavam a palavra como uma marca feita sobre uma rocha, muro ou edifício. Servia como referência que determinava uma posição ou altitude em medidas topográficas. Era o ponto de observação para referência de medidas.

Um comentário

  1. Ricardo

    UM CURSO EXCELENTE, PARABÉNS PELO MATERIAL DISPONÍVEL, ELE ACRESCENTA CONHECIMENTO E AGREGA VALORES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *