Aprenda Sozinho a Falar em Público

SEXTA QUESTÃO

Eu me perco durante a exposição e tenho dificuldade principalmente para iniciar as apresentações. Como devo agir para planejar bem a seqüência do raciocínio ?

Se você não souber ordenar bem o pensamento, dificilmente irá se sentir seguro diante do público. Esse é o principal defeito que tenho observado nos executivos – não sabem organizar as idéias e estruturam mal o pensamento. Essa falha na comunicação dificulta não só a fluência da apresentação, como também a compreensão dos ouvintes.

O primeiro cuidado que você deve ter ao pensar em como planejar sua apresentação é identificar qual o assunto que irá expor e o objetivo da exposição. Na maioria das situações o objetivo da apresentação é propor uma solução para determinado problema. Ao constatar que a finalidade é essa, sua preocupação deve ser a de explicar antes para os ouvintes qual é o problema, pois conhecendo os detalhes do problema as pessoas irão compreender com maior finalidade a solução proposta. Se o assunto tiver outro objetivo, como tratar de algo novo, atual, você deverá antes fazer um histórico para que os ouvintes entendam melhor a situação presente.

Antes de explicar o problema e a solução, ou de fazer o retrospecto e falar da atualidade, você contará à platéia qual o assunto que pretende apresentar. Percebeu? Você conta qual é o assunto, esclarece qual o problema ou faz um histórico e depois dá a solução ou fala do presente. Ao apresentar a solução não se esqueça de usar os bons argumentos que possui como exemplos, pesquisas, estatísticas. Assim, irá fortalecer a mensagem. E se perceber que os ouvintes ainda estão resistentes com relação à sua proposta, faça a defesa dos seus argumentos refutando as objeções que encontrar.

O caminho está praticamente todo traçado para que a apresentação tenha sucesso. Só falta preparar a conclusão e a introdução.

A conclusão, embora seja muito importante para o sucesso de uma apresentação, é também bastante simples – bastará que você encerre pedindo que os ouvintes reflitam ou ajam de acordo com sua proposta.

A introdução é mais complexa e a sua qualidade está intimamente relacionada com o resultado da apresentação. Evite começar contando piadas, pedindo desculpas por problemas físicos ou pela falta de conhecimento sobre o assunto e procure não dar sua opinião logo no início quando pelo menos uma parte da platéia pensar de maneira diferente.

Você poderá iniciar elogiando com sinceridade os ouvintes, para conquistar a simpatia da platéia; contando uma pequena história interessante, que tenha ligação com o assunto; levantando uma reflexão que instigue as pessoas; mostrando os benefícios que o público terá ouvindo a mensagem; tocando em pontos com os quais todos possam concordar; e se os ouvintes não estiverem com vontade de permanecer no ambiente, por causa de compromissos assumidos, ou de circunstâncias, como barulho ou desconforto diga que não irá consumir muito tempo. Logo no início, as primeiras palavras deverão ser para cumprimentar os ouvintes, de acordo com a formalidade da circunstância.

Veja que essa é a ordem que você deverá usar para planejar a apresentação, entretanto, na hora de falar a disposição das partes será normal;

Fazer a introdução;
Contar qual é o assunto;
Detalhar o problema a ser solucionado ou fazer um histórico do tema atual;
Dar a solução ao problema ou falar do assunto presente. Lembre-se de usar os argumentos de que dispõe e defendê-los das resistências dos ouvintes;
Concluir pedindo que reflitam ou aceitem a proposta.
Exercícios – Para que você possa praticar os conceitos que foram sugeridos até aqui, eis alguns exercícios que poderá fazer sozinho.

Faça apresentações curtas, de um minuto e meio a dois minutos, em uma sala fechada. Fale de uma viagem interessante que realizou, de como conquistou seu emprego, de um desafio que tenha enfrentado e superado. Você poderá também fazer uma homenagem a um amigo ou a uma pessoa conhecida. Nessa caso fale da satisfação em representar as pessoas que o indicam para falar, descreva o local onde vive o homenageado, como o departamento onde atua, a empresa que dirige, o clube que preside; revele que o sucesso da empresa ou do clube se deve também ao homenageado; comente sobre as qualidades que ele possui como chefe de família, como profissional, como amigo; conte por que ele está sendo homenageado e deseje tudo de bom para o futuro dele.

Imagine que as pessoas estejam na sala assistindo à sua apresentação e certifique-se de que elas estariam ouvindo e entendendo bem sua mensagem.

Siga, as orientações dadas para a voz, para o vocabulário e para a expressão corporal. Observe também a seqüência sugerida para a ordenação da fala. Treine várias vezes a mesma apresentação até sentir que está falando com desenvoltura.

Não é muito fácil se dedicar a esse estudo e praticar com disposição e empenho os exercícios sugeridos, mas a recompensa para quem se submete a esse treinamento é sempre muito gratificante. Se por acaso algo não der certo durante a apresentação real diante da platéia, brinque como aquele jogador da Ferroviária que eu ajudava a treinar – faltou combinar com a platéia que ela deveria rir ou aplaudir.

Boa Sorte e bastante sucesso !

Autor: Reinaldo Polito
Visite o site: www.polito.com.br

81 comentários

  1. José Andrade Castro

    Adorei o que acabei de ler, agora vou botar em pratica, para ver se surte efeito. Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *